Loading

maria jorgete teixeira

Blogue

Às vezes...

às vezes basta-me o rio às vezes basta-me a luz às vezes vou além do frio às vezes nada seduz às vezes basta um momento às vezes és só um rasgo entre as memórias do vento maria ...

Ler mais
Carta de adeus

Era branca a folha de papel. O branco das tardes vazias, das palavras mastigadas que se enlutam na garganta. Presas na mudez dos lábios cerrados. O branco é a cor à espera das outras, pen...

Ler mais
Escrevo para

Escrevo para… Escrevo para não sucumbir ao medo. Escrevo para exorcizar o frio. Escrevo porque preciso do abraço do vosso olhar clemente. Escrevo quando a vontade é mais urge...

Ler mais